Biografia de Caio Bassitt

Caio Bassitt

Caio Bassitt nasceu em 1982, na cidade de São Paulo.  Formado em Letras pela PUC-SP e admirador da poesia,  sempre busca uma linguagem poética em suas criações.

​Começou a estudar guitarra aos 10 anos, tendo aulas com Fernando Piu durante seis anos. Cursou quatro anos de violão popular na antiga ULM-Tom Jobim.

​É cantor, compositor e guitarrista da “Velho Almeida“, banda que faz uma mistura musical que imprime alma brasileira e unidade aos mais diversos gêneros e estilos musicais. 

Como compositor, em 2005, lançou o CD autoral intitulado “Samba para os amigos”. Participaram do CD o compositor carioca Delcio Carvalho (autor de sambas como Sonho Meu, Esperanças Perdidas, Acreditar, entre outros clássicos), o qual canta sua 

primeira composição em parceria com Caio; e as cantoras Fabiana Cozza, Verônica Ferriani, Adriana Moreira e o cantor João Borba.

Ganhou dois prêmios (melhor marchinha e melhor intérprete) no concurso de marchinhas pelo bloco de carnaval da Vila Madalena “Nóis trupica mais não cai”, com sua composição “Eita Porra!”, a qual é cantada anualmente nas ruas e em SESCs pelo bloco. Paulo de Carvalho (vocalista da banda “Velhas Virgens” participou da gravação da marchinha).

Como guitarrista, é integrante do trio Big Shot Blues; participou do Salão do Automóvel 2014, tocando durante 14 dias no estande da Renault; atua também como guitarrista (desde 2010) na Sound People, banda de Claudio Gasparian.

Atuou como violonista na Cia. de Domínio Público, grupo de teatro que montou duas operetas de Noel Rosa: “O ladrão de galinhas” e “O barbeiro de Niterói” (SP/2005/2006).

Já se Apresentou no SESC POMPÉIA (Prata da casa – 2007, lançamento do CD “Samba para os amigos”). TUCA (Teatro da PUC-SP – 2004 e 2008), entre outros lugares como SESC Presidente Prudente, SESC Bauru, SESC Ipiranga, Bourbon street, The Orleans, Café Piu Piu etc.

Já dividiu o palco com o compositor Zé Rodrix e abriu o show de Marcelo Nova.

Atualmente, leciona violão e guitarra e se apresenta em eventos, casas de shows e bares.

Comentários

Para falar do Caio Bassitt não preciso de razão, como já dizia o mestre Candeia sobre o samba, nos idos. Caio é uma dessas jóias raras que eu – garimpeiro ativo e incansável – garimpei por entre os atalhos e recantos recônditos dessa imensa São Paulo que estou amando de coração. O conheci acompanhando ao violão, como tantos, porém com sensibilidade e originalidade difícil de se achar em qualquer um, trazendo ousadia ao fazer melodias e abordando temas diferentes nos versos de sua poesia e… Pasmem! Tudo brasileiríssimo. O Caio me premiou com uma canção mais que linda, que tomei como sendo minha e coloquei uma letra de tamanha responsabilidade. Creio que consegui me sair à altura de tão comovente canção que se intitula “Meu Lamento Vai”, com a qual faço uma participação neste CD. A seguir tornamo-nos amigos e parceiros nos bares, nos papos, nas rodas de samba e na noite paulista. O mais importante é que Caio Bassitt é um jovem, quase um garoto, que cultua entre outros, gênios como: Cartola, Noel Rosa, Paulinho da Viola, Candeia… Em suma, a elite do samba.

Quero que todos ouçam com carinho essa variedade de sons das canções que compõe o mundo lindo desse garoto sensível que fez de um velho poeta compositor seu fã incondicional”.

Delcio Carvalho

Deixe uma resposta