Lady Gaga

Cantora Norte-Americana

Lady Gaga é precoce. Começou a tocar piano ainda criança, de ouvido. Adolescente, já compunha. E foi fazendo canções para intérpretes, como o Pussycat Dolls, que ela começou.


Filha de italo-americanos (Joseph Germanotta, um empresário de internet, e Cynthia, assistente de telecomunicações), Lady Gaga mostrou desde cedo que tinha uma inteligência acima da média e uma vocação especial para a música. Aprendeu a tocar piano apenas ouvindo as melodias aos quatro anos de idade e, aos 13, já tinha feito sua própria composição.

Um ano depois, já se apresentava em clubes noturnos. O estilo excêntrico que a acompanhou na escola não a impediu de obter aos 17 anos a admissão precoce na Tisch School of the Arts da NYU – um dos principais centros de artes cênicas e cinematográficas dos Estados Unidos.

Conciliando sua habilidade no piano e a influência musical que astros como Michael Jackson, Cyndi Lauper, Rolling Stones e Beatles tiveram em sua infância, Lady GaGa já escrevia canções para outros artistas aos 20 anos de idade. Entre os seus clientes, estavam a Pussycat Dolls e artistas de uma gravadora da Universal Music Group. Seu talento foi descoberto pelo cantor norte-americano Akon, que a contratou para trabalhar em sua própria gravadora – a Kon Live Distribution.

Seu álbum de estreia, “The Fame”, chegaria ao mercado apenas em 2008. Contudo, tão logo chegou, atingiu o topo das paradas musicais no Reino Unido, Canadá, Irlanda, Áustria e Alemanha. Nos Estados Unidos, alcançou o segundo lugar no ranking da Billboard 200. O fenômeno Lady Gaga passou a se tornar conhecido no mundo todo, muito em função de seu visual: inspirada nas bandas de glam rock como Mötley Crüe e Queen, e em cantoras como Madonna, despertou a curiosidade do público, vendendo 15 milhões de álbuns e 51 milhões de singles.

As canções “Just Dance” e “Poker Face” a fariam novamente chegar ao topo da Billboard 100 nos EUA e em outros países. Mais tarde, o mesmo álbum receberia seis indicações ao Grammy Award e os prêmios de Melhor Álbum Eletrônico e Melhor Gravação Dance. Em 2009, embarcou em sua primeira turnê: a “The Fame Ball Tour”. No quarto trimestre do mesmo ano lançou o segundo álbum, o “The Fame Monster”, com o single “Bad Romance”. Com esta música embarcou na segunda turnê.

Em 2010, Lady Gaga fazia parte da lista das 100 Pessoas Mais Influentes do Ano no ranking mundial da revista Time. A Forbes, por sua vez, colocou a musa pop como a quarta personalidade mais poderosa e influente no planeta no ranking dos 100 mais notáveis do ano. Incorporando a cada momento novos estilos e sabendo causar furor na mídia, é tida como a substituta de Madonna. Em outubro de 2010, apareceu ao lado da também controversa Yoko Ono em Los Angeles, em comemoração ao aniversário de 70 anos de John Lennon.

Acesse: Lady Gaga

Deixe uma resposta